Prefeitura de Dores convoca comunidade para participar do Dia D contra a Dengue

Prefeitura de Dores convoca comunidade para participar do Dia D contra a Dengue

O município vai realizar um mutirão, no Dia D, que vai acontecer neste sábado (02/03), e está pedindo que a população faça sua parte no combate ao mosquito 


A Prefeitura de Dores do Rio Preto está contando com a colaboração de toda a população do município, para o sucesso do mutirão que será realizado no do Dia D contra a Dengue, neste sábado (2). Por meio da Secretaria Municipal de Saúde e da Vigilância Ambiental, a administração municipal destaca que essa doença mata e lançou o slogan "Se liga! O perigo pode estar na sua casa", convocando "todos contra a dengue".

Durante o mutirão, na sede de Dores do Rio Preto, equipes da Prefeitura vão percorrer as ruas recolhendo todo o "lixo da dengue" (tudo aquilo que pode acumular água). Para que isso tenha sucesso, a Prefeitura está solicitando à toda população que faça uma limpeza geral em suas residências e coloquem do lado de fora todo o tipo de lixo classificado como possível proliferador de focos do mosquito transmissor da doença.

No último Boletim Informativo da Dengue divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, com dados entre 1º de janeiro e 22 de fevereiro, o município registrou 31 notificações. Destas, 29 casos foram confirmados e dois estão em investigação. Não foram registrados óbitos. Em caso de qualquer sintoma, a Secretaria pede que a pessoa procure atendimento médico na unidade de saúde mais próxima.

10 minutos contra a dengue
O Dia D de mobilização contra a dengue vai acontecer em todo o território nacional. O objetivo do Ministério da Saúde é reforçar as ações de prevenção e eliminação dos focos do Aedes aegypti, com o tema "10 minutos contra a dengue", para prevenir e eliminar focos do mosquito, dentro das ações de enfrentamento e prevenção da doença.

Conforme informações do Ministério da Saúde, cerca de 75% dos focos do mosquito estão nos domicílios. Isso mostra a importância de cada pessoa fazer sua parte, tomando cuidado com a prevenção e eliminação dos criadouros do mosquito dentro de suas residências. O Ministério salienta que existe a responsabilidade de todos os gestores, com saneamento e limpeza urbana, mas também há a responsabilidade de cada cidadão de prevenir os focos, olhando dentro de casa e na vizinhança.

A campanha "10 minutos contra a dengue" lista 10 passos para serem feitos em até 10 minutos, dentro da rotina de cada cidadão, que podem fazer muita diferença na prevenção e na eliminação dos criadouros do mosquito. E a ação em Dores do Rio Preto vem de encontro justamente a esse objetivo.

Dez minutos, de acordo com a realidade da moradia de cada um, é o tempo necessário para garantir que caixas d´água estejam bem fechadas, para jogar areia nos vasos de planta, garantir que os sacos de lixo estejam bem amarrados, conferir calhas, evitar pneus em locais descobertos, não acumular sucatas e entulhos e esvaziar garrafas PET, potes e vasos. E o que sobrar da ação, deve ser descartado de forma correta, como está solicitando a Secretaria de Saúde de Dores do Rio Preto.

Abrangência territorial e mudança climática
O Ministério da Saúde também tem chamado atenção para a ampliação da abrangência territorial nas notificações de casos pelo País. Isso demonstra uma interiorização da doença, sendo registrados grande números de casos em cidades médias e pequenas. Inclusive, em locais onde não havia a infecção por dengue nessa proporção que existe hoje.

Além disso, também é destacada a mudança climática como fator importante para a proliferação do Aedes aegypti. No ano passado, casos foram registrados mesmo durante o inverno, mostrando uma relação com as alterações no fator de temperatura e clima. E, em 2024, o clima tem se apresentado muito quente e úmido, o que favorece a propagação do mosquito.

Além disso, este ano, há a circulação de quatro sorotipos de dengue, com o tipo 4 sendo o mais identificado. Contudo, em muitos estados do Brasil, a prevalência era do sorotipo 1, com o qual as pessoas já têm mais proteção e imunidade. No entanto, isso tem mudado, com muitos estados apresentando casos do sorotipo 2 e outros. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 19 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://anoticiadocaparao.com.br/