Mais Saúde: Iúna mantém nota 9,7 nos últimos 3 anos

Mais Saúde: Iúna mantém nota 9,7 nos últimos 3 anos

 Em 2021, pontuação do Município no Indicador Sintético Final do Ministério da Saúde era de 2,7

Segundo a última aferição do Ministério da Saúde, Iúna mantém a nota 9,7 no Indicador Sintético Final, que avalia o desempenho do município nessa área. Em 2021, no início da atual administração, o município estava com nota 2,7, mas com investimentos em informatização, contratação e treinamento de novos profissionais, em 8 meses já alcançou a nota 9,7, se mantendo até então.

O Indicador Sintético Final (ISF), que varia de 0 a 10, corresponde ao cálculo do desempenho municipal do conjunto de sete indicadores de desempenho. A consolidação final dessa avaliação determina o valor do incentivo financeiro a ser transferido ao município.

Essa avaliação engloba as consultas de pré-natal, cobertura vacinal, coleta de exame citopatológico e acompanhamento de hipertensos e diabéticos realizados nas equipes de saúde da família.

Confira alguns investimentos realizados pelo município nos últimos 3 anos, que colaboraram para alcançar esta nota. 

Postos de saúde entregues, construídos e em reforma
As obras das Unidades de Saúde dos bairros do Pito e Quilombo foram finalizadas e entregues, além da reforma da unidade do bairro Ferreira Vale. Em fase final para conclusão está a unidade de Santa Clara do Urbano, na zona rural. No bairro Guanabara e no distrito de Pequiá, as obras já foram licitadas.

Além disso, no período de 3 anos, foram adquiridos 140 computadores e outros equipamentos de informática, levando atendimento em prontuário eletrônico a todas as unidades de saúde, além da aquisição de 5 cadeiras odontológicas revitalizando os consultórios que já apresentavam muitos defeitos.

Saúde Mental
Outra importante ação foi a implantação da Equipe Multidisciplinar de Atenção Especializada em Saúde Mental (EMAESM), que conta hoje com 3 médicos, 2 psicólogos, 1 assistente social e 1 enfermeiro.

Ao todo, mais de 2 mil pessoas cadastradas fizeram ou fazem acompanhamento, segundo a Secretaria de Saúde.
O atendimento dos profissionais diminui as viagens dos pacientes para tratamento fora de Iúna, além de oferecer acompanhamento semanal, dependendo do caso, promovendo melhora rápida do quadro inicial.

O próximo passo é a construção da sede do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), onde outros profissionais serão agregados à equipe já existente proporcionando um atendimento de maior qualidade aos usuários.

Contratações de profissionais
Desde o início da atual administração, em 2021, a contratação de profissionais permitiu a divisão das equipes de Saúde da Família. As ESFs atendiam até 8 mil pessoas por mês, mas hoje, atuando dentro do limite estabelecido pelo Governo Federal, cada ESF atende no máximo 3 mil pessoas por mês, possibilitando um atendimento mais humanizado e com mais atenção. Os enfermeiros, que antes eram 7, hoje somam 19; já os médicos eram 7, e hoje são 17.

Diluindo o público, os atendimentos puderam ser reorganizados de acordo com o Plano Nacional para Atenção Básica (PNAB). As equipes atendem puericultura, pré-natal, hiperdia, visitas domiciliares e demandas espontâneas. Entre atendimento de enfermeiros e médicos, no ano de 2023 foram 80.000 consultas.

Contratação de especialistas: 1 cardiologista, 2 ortopedistas, 1 angiologista, 5 fisioterapeutas, 5 psicólogos, 1 fonoaudiólogo, 1 ginecologista, 1 pediatra. Outras demandas que antes necessitavam de viagens a outros municípios hoje são resolvidas dentro de Iúna e, somados os especialistas, atendem em média 2.000 consultas por mês.

Práticas Integrativas
Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) foram implementadas em todo o município. Na sede e em Pequiá, são realizados cerca de 100 atendimentos de acupuntura por mês, auxiliando principalmente nos tratamentos de fisioterapia e saúde mental.

Em Nossa Senhora das Graças e no bairro Vila Nova, fisioterapeuta atua com o grupo de coluna, premiado no estado no ano de 2023 em primeiro lugar na mostra estadual de práticas exitosas. A fisioterapia atende mulheres de todas as idades com práticas de pilates solo e dança circular, resultando em fortalecimento muscular, menores intercorrências de comorbidades relacionadas ao peso, hipertensão arterial, diabetes e saúde mental.

Nas unidades de saúde dos bairros Guanabara e Pito, a educadora física trabalha com o grupo Viva Leve, com o apoio de nutricionista. Os cuidados com a alimentação e atividade física proporcionam a perda de peso, melhoria no equilíbrio e melhora no quadro clínico geral dos participantes dos grupos.

Vacinação na Zona Rural
Foi desenvolvido um projeto para alcançar as comunidades mais distantes da sede, com vacinação pelo menos 3 vezes ao ano. Segundo a Secretaria de Saúde, no início muitos cartões de vacina estavam atrasados, adulto e infantil. Algumas crianças maiores de 1 ano só tinham tomado as primeiras vacinas ao nascer. Já no primeiro ciclo de 2024 já não há atrasos na imunização da população.

O resgate da cobertura vacinal disputa este ano com outros 10 projetos do estado para ser apresentado no Congresso Nacional do CONASEMS (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde).

Fonte: Prefeitura de Iúna.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 19 Mai 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://anoticiadocaparao.com.br/