Ibitirama: alunos e pais protestam em frente à prefeitura por falta de transporte escolar

Ibitirama: alunos e pais protestam em frente à prefeitura por falta de transporte escolar

Aproximadamente 400 alunos estão fora da sala de aula devido a esse impasse

Vários pais de alunos e vereadores do município de Ibitirama estiveram em frente a prefeitura na tarde desta quinta-feira (10), para protestar contra paralização do transporte escolar nos primeiros dias de aula de fevereiro para os alunos residentes na zona rural. De acordo com os manifestantes, o transporte funcionou por apenas quatro dias, depois foi paralisado e já há mais de um mês as crianças estão sem ir à escola por falta do transporte.
Pelo que foi apurado, aproximadamente 400 alunos estão fora da sala de aula por causa desse impasse entre o município e a SEDU – Secretaria de Estado da Educação. As crianças todos os dias vão para a estrada na esperança de poder ir para a sala de aula estudar, mas logo vem a decepção: o veículo escolar não aparece.

De acordo com a Secretária de Educação do município, Laudiceia Zamboti de Souza, em virtude de a Escola Estadual Antônio Lemos Júnior ter aderido ao ensino de tempo integral, houve um descompasso nas rotas que atendem os alunos da Escola Municipal Eliza Pacheco Alves, onde estudam estes quatrocentos alunos. Como os alunos da escola estadual ficam o dia todo no estabelecimento, não há veículos para transportar os alunos da escola municipal que encerra as atividades no horário de 11:30. Antes as duas escolas encerravam no mesmo horário.

A secretária informou que a SEDU determinou que parasse o transporte, porque havia necessidade de recalcular o custo das rotas. Esse cálculo foi feito, mas apresentou quatorze erros nas planilhas, o que levou os técnicos da SEDU a fazerem novas medições. Ela ressaltou que a partir da nova medição vai ser feito um novo aditivo com a empresa de transportes para que os alunos sejam atendidos.

Laudiceia garantiu que em dez dias, o impasse estará solucionado e que não haverá prejuízo de aprendizagem, haja vista que o sistema remoto está funcionando como ocorreu no período pandêmico. Essas medidas fazem parte de um pacto feito junto ao Ministério Público onde o município acordou prazos e compromissos de não deixar os alunos atrasados em relação aos demais que estão nas salas de aula. 

Confira o vídeo:

 

Comentários: 1

Visitante - Valter Ferreira de Oliveira em Quinta, 10 Março 2022 18:52

Prefeitos ruins fazem una gestão ruim. Povo tem que aprender votar

Prefeitos ruins fazem una gestão ruim. Povo tem que aprender votar
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 04 Julho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://anoticiadocaparao.com.br/

Cron Job Iniciado